Ajude o blog á crescer,no momento temos esse número de visitantes:

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Parar o mundo


Parar o tempo,parar as horas, isso é pouco.Preciso parar o mundo para poder te dizer  tudo o que sinto.O mundo precisa dar uma pausa, para que eu possa te passar o roteiro e então iniciarmos,juntos. Mas quem sabe, eu não precise disso tudo.Dizem que um olhar fala mais que mil palavras.Sei lá.Quem sabe cola? Quem sabe não seja só isso? Eu deveria arriscar esse olhar.Mas quem disse que eu consigo? Se eu começo,não paro mais, e ai você vai achar que sou louca.Não que eu não seja,mas você também não precisa saber.Eu não posso colocar tudo á perder.Não posso acabar com tudo antes mesmo de começar.Talvez eu pare o mundo pra te falar, talvez eu pare o mundo só pra respirar e colocar meus pensamentos em ordem.talvez...eu nem pare o mundo.Talvez eu não fale nada, nem mesmo mande um olhar...Talvez eu continue na mesma....
-Letícia Pontes

Conselho

Um dia, eu disse á uma garota que ela não deveria se preocupar com o que os outros diriam da aparência dela, ou com o que ela gostava...Se ela seguiu meu conselho ou não,eu não sei.O que eu sei,é que eu mesma demorei para ouvir a minha própria voz,e seguir aquele conselho.
Mas com o tempo eu aprendi que o melhor mesmo é não dar a mínima se as pessoas vão me achar ridícula,brega,esquisita,louca...Não importa.O que é a vida se não viermos do nosso jeito?
Temos apenas uma vida, e mesmo tendo todas as dificuldades nós tendo de aproveita-la ao máximo.

-Letícia Pontes

terça-feira, 23 de julho de 2013

Desabafo




Naquela noite fugi de cada porque estava cansada de tudo aquilo.Estava cansada de tanta babaquice, tanta ordem,tantas regras.Por isso gastei meu dinheiro com o melhor hotel.Não me chame de riquinha mimada.Você não me conhece.Não sabe de nada.Se não fosse essa riquinha, você ainda estaria atrás das grades,e não estaria nesse hotel de luxo desfrutando comigo essas gostosuras de comidas.
Para de reclamar e aproveita o que emos, porque daqui a pouco mamãe e papai procuraram por nós.
Então não adianta.Eu reclamo da vida, quero mudar,quero outra vida, quero novos amigos, nenhum regra nenhuma intromissão em minha vida.
Mas acabo voltando pra casa e dizendo que conheci minha melhor amiga num passeio da escola.

The Runaways


Cherry Bomb

Não consigo ficar em casa, não consigo ficar na escola
Os coroas dizem "sua pobre idiota"
Nas ruas sou uma garota gostosa
Sou a gata por quem você tem esperado

Olá papai, olá mamãe
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb
Olá mundo, sou sua garota selvagem
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb

Idade da pedra e sons estranhos também
Venha querido, deixe-me possuir você
Noites ruins não causam depressões adolescentes
Venham garotas, vocês não tem nada a perder

Olá papai, olá mamãe
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb
Olá mundo, sou sua garota selvagem
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb

Ei garoto de rua, qual é o seu estilo
Seus sonhos sem futuro não te fazem sorrir
Vou te dar algo pelo que viver
Possuir você, agarrar você, até machucar

Olá papai, olá mamãe
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb
Olá mundo, sou sua garota selvagem
Eu sou sua ch ch ch ch ch Cherry Bomb


segunda-feira, 22 de julho de 2013

Quando todos os defeitos são perfeitos



Eu não tinha percebido como todos seu defeitos são perfeitos para mim.
Eu nunca tinha percebido como todos seus defeitos não me incomodam.
Todos seus defeitos são perfeitos,e não vejo nenhum erro nisso.
Mas o que aconteceu afinal?
Quem foi que disse que seus defeitos não são tão perfeitos?
É mentira.Eles são.
São dez anos, dez distancias,dez incertezas,dez duvidas,dez contra.
Você me entende.
Seus defeitos são perfeitos e eu sorrio ao te ver sorrindo,mesmo com todos defeitos.
Que me importa as qualidades.Qualidades todas olharam, mas e os defeitos?
Eu olhei.E são perfeitos.
E repito: São perfeitos.
Quem é você afinal?
Que me faz enxergar seus defeitos,e acha-los tão assim...perfeitos.
Eu nem sei porque, mas são.

-Letícia Pontes


Texto decorado



Depois da noite, um novo dia, uma nova fase.
Nada de lembrar de ontem,coisa do passado.Esquece.
É melhor deixar pra lá,para não ter que chorar outra vez.
É melhor lembrar que ele não quer nada,e simplesmente seguir a vida.
Não vale a pena lembrar das promessas e das declarações.
Eram falsas.Era decorado.
Eram apenas frases decoradas.
Como um texto decorado no teatro.Tudo encenação.Ensaiado.
Aquele texto que é repetido para todos os públicos.
É assim.
Ele decorou para dizer a todas as garotas.
Esquece vai...É novo dia...

- Letícia Pontes

De tanto amor - Djavan ( música de Roberto Carlos)



Ah eu vim aqui amor
Só pra me despedir
E as últimas palavras desse nosso amor
Você vai ter que ouvir

Me perdi de tanto amor
Ah eu enlouqueci
Ninguém podia amar assim e eu amei
E devo confessar
Aí foi que eu errei

Vou te olhar mais uma vez
Na hora de dizer adeus
Vou chorar mais uma vez
Quando olhar nos olhos seus
Nos olhos seus

Ah saudade vai chegar
E por favor meu bem
Me deixe pelo menos só te ver passar
Eu nada vou dizer
Perdoa se eu chorar

Vou chorar mais uma vez
Quando olhar nos olhos seus
Nos olhos seus

Ah saudade vai chegar
E por favor meu bem
Me deixe pelo menos só te ver passar
Eu nada vou dizer
Perdoa se eu chorar



Tempo


Conforme passa eu choro.
Como se fosse hoje.Como se fosse agora.
Vou chorar.Outra vez.
É inacreditável,tanto tempo depois e ainda quero te ver passar.
Ainda quero sentir seu cheiro.
or favor não reclame se eu ficar na calçada esperando que você passe.
Não vou fazer nada, só olhar.
É que depois de tanto tempo,bate saudade.
Mesmo depois de tanto tempo,bate saudade.
É assim.Sou assim.Só não queria que tivesse sido assim.

-LetíciaPontes

sábado, 20 de julho de 2013

Todas as coisas que eu nao digo


Se eu não digo,é por não querer te magoar.
Mas o que sinto não tem nada a ver com isso.
Eu não amo e nunca amei você.
Você sonha alto e não desiste.
Mas tudo que eu não digo,eu sinto,vai se acumulando,e cada vez piorando.
Eu falo sério.Nada adianta.
É melhor você parar.
O que eu não te falo, eu vomito em textos.
-Letícia Pontes


quinta-feira, 18 de julho de 2013

Loucura é amar




Depois que eu gritei aos quatro ventos que te amava, você foi o único que fingiu nao ouvir.
Você acha que sou maluca, mas verá que eu sou mais sã do que você.
Eu nao quero que fuja de mim, nao quero que se esconda e tenha medo.Eu sou normal.Tão normal quanto uma garota apaixonada pode ser.
Nao tenha medo, eu te amo.
É por eu te amar que você tem medo?
-Letícia Pontes

terça-feira, 16 de julho de 2013

NAO DIZER - E eu vou mostrar isso pro meu pai, como conselho.


Ligação




Quando ele me ligou era três da manhã.
Só podia ser brincadeira. Meu coração pulou feito rã fria.
Chamou três vezes e eu desesperada e com voz rouca atendi.
Meu coração parou ao ouvir a voz dele, mas entao percebi qeu nao era emu nome que ele havia dito.
Era engano.Ele desligou sem nem ao menos dizer tchau.
E foi assim que lembrei que a gente tinha terminado.
E foi assim que lembrei que ele tinha me abandonado.
E eu, tola, ainda acreditava em outra chance.

-Letícia Pontes

CW7 - Perdida na vida




Já faz tanto tempo que eu estou
Tentando esperar você voltar
Não tem outro jeito eu não vou, sair daqui
Já faz tanto tempo que eu estou
Parada nas horas por você
Não tenho escolhas pra fazer
Não vou ficar, perdida na vida sem pensar
Não sei por que ainda estou aqui por você
Hoje estou no escuro
De uma noite que não tem fim
Olho os retratos, olho pro lado
Aqui você não está


segunda-feira, 15 de julho de 2013

Quem pintou o gato?



Eu estava deitada lá , sem nada pra fazer , só olhando o céu azul. O céu parecia ter sido pintado de giz de cera por uma criança.Estava magnífico. Aquele cheirinho de algodão doce, o barulho das crianças gritando na montanha russa e aquela grama úmida no meu pescoço,aquele gato cor-de-rosa... Espera, que gato era aquele?
Estiquei o braço e coloquei um biscoito perto dele.Receoso ele cheirou, depois lambeu, então,só então pegou o biscoito e correu. O gato cor-de-rosa se escondeu na moita. Ele voltou se esgueirando.Gatinho safado, queria mai biscoitinho.Coloquei dois perto de mim para que ele pudesse vir pegar.
Ele veio. Demorou mais veio.
O gato era rosa.
Era macho, mas era rosa.
Quem pintou o peludo gato?
Que cor ele teria antes disso?
Que gato lindo.
Eu queria o gatinho.
Brinquei com o gato cor-de-rosa durante todo o dia.Até que me deitei e agora o céu era azul escuro, e não tinha sido uma criança quem tinha pintado.Algum artista tinha jogado glitter, e o céu tinha pontinhos brilhantes.As famosas estrelas.
Cadê o gatinho?
Ele sumiu enquant eu olhava o céu.
Pssii, Pssii,Pssii...
O gatinho não veio.
Quem pintou o gato?
Eu nunca mais vi o gato cor-de-rosa...


- Letícia Pontes

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Clarice Falcao - Essa é pra você



Meu amor, eu já não amo mais você
Esse namoro já acabou a muito tempo
E só você não percebeu
Meu amor, eu não aguento mais você
Agora mesmo te olhando me veio um refluxo
Mas já desceu
Meu amor, eu tenho nojo de você
Eu tenho nojo da sua barba, dessa sua camisa verde
E do seu cheiro
Gregório meu amor, eu tenho ódio de você
E quando você vai gravar um vídeo pro Porta dos Fundos
Eu dou pro porteiro
E nem sempre é pro do nosso prédio
Que ás vezes ele tá em horário de almoço
E não adianta olhar pro lado, porque não tem mais ninguém aqui nessa sala
Uma coisa que eu odeio em você é quando você se faz de sonso
Que nem ontem, eu peguei um cara na sua frente e disse que foi minha irmã gêmea
Você sabe muito bem que eu sou filha única
E se você me perguntar se é pra você
Eu vou negar e vou dizer que nada a ver

Clarice Falcao - Eu me lembro


Era manhã
Três da tarde
Quando ele chegou
Foi ela que subiu
Eu disse "oi! fica a vontade"
Eu é que disse "oi" mas ela não ouviu
E foi assim que eu vi que a vida colocou ele/ela pra mim ali naquela terça-feira/quinta-feira de setembro/dezembro
Por isso eu sei de cada luz de cada cor de cor, pode me perguntar de cada coisa
Que eu me lembro
A festa foi muito animada
Oito ou nove gatos pingados no salão
Eu adorei a feijoada
Era presunto enrolado no melão
E foi assim que eu vi que a vida colocou ele/ela pra mim ali naquela terça-feira/quinta-feira de setembro/dezembro
Por isso eu sei de cada luz de cada cor de cor, pode me perguntar de cada coisa
Que eu me lembro
Que eu me lembro
Ela me achou muito engraçado
Ele falou, falou e eu fingi que ri
A blusa dela tava do lado errado
Ele adorou o jeito que eu me vesti
E foi assim que eu vi que a vida colocou ele/ela pra mim ali naquela terça-feira/quinta-feira de setembro/dezembro
Por isso eu sei de cada luz de cada cor de cor, pode me perguntar de cada coisa
Que eu me lembro
Eu me lembro
Eu me lembro
Eu me lembro

Clarice Falcao - Coaçao Radiante


 

O que eu mais quero é te dar um beijo
E o seu corpo acariciar
Você bem sabe que eu te desejo
Tá escrito no meu olhar

O seu sorriso é um paraíso
Onde contigo eu queria estar
Ai quem me dera se eu fosse o céu
Você seria o meu luar

Eu te quero só pra mim
Como as ondas são no mar
Não da pra viver assim
Querer sem poder te tocar

Eu te quero só pra mim
Como as ondas são no mar
Não da pra viver assim
Querer sem poder te tocar


Um só - Clarice Falcao


Eu pensei direito
Fiz uma pesquisa
Eu li a respeito
E a gente é um só
Eu nos vi no espelho
E contei nossos dedos
Não fica vermelho
A gente é um só
Sem você, eu sumo
Eu morro de fome
Eu perco meu rumo
Eu fico menor
Eu tenho o seu gosto
Eu sou do seu jeito
A cor do seu rosto
Eu já sei de cor
Mas se você planeja
Nos partir ao meio
Então nem pestaneja
E faça sem dó
O meu desespero
É que quando acaba
Você fica inteiro
E eu fico o pó

Clarice Falcão - Monomania


Já te fiz muita canção
São quatro, ou cinco, ou seis, ou mais
Eu sei demais
Que tá demais
Eu chego com um violão
Você só tá querendo paz
Você desvia pra cozinha
E eu vou cantando atrás
Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
E agora é
Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
Se juntar cada verso meu
E comparar
Vai dar pra ver
Tem mais você que nota dó
Eu vou ter que me controlar
Se um dia eu quero enriquecer
Quem vai comprar esse cd
Sobre uma pessoa só?
Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
E agora é
Hoje eu falei
Pra mim
Jurei até
Que essa não seria pra você
E agora é


Clarice Falcao - Capitão Gancho



Se não fossem as minhas malas cheias de memórias
Ou aquela história que faz mais de um ano
Não fossem os danos
Não seria eu
Se não fossem as minhas tias com todos os mimos
Ou se eu menino fosse mais amado
Se não desse errado
Não seria eu
Se o fato é que eu sou muito do seu desagrado
Não quero ser chato
Mas vou ser honesto
Eu não sei o que você tem contra mim
Você pode tentar por horas me deixar culpado
Mas vai dar errado
Já que foi o resto da vida inteira que me fez assim
Se não fossem os ais
E não fosse a dor
E essa mania de lembrar de tudo feito um gravador
Se não fosse Deus
Bancando o escritor
Se não fosse o mickey e as terças feiras e os ursos pandas e o andar de cima da
Primeira casa em que eu morei e dava pra chegar no morro só pela varanda se
Não fosse a fome e essas crianças e esse cachorro e o Sancho Pança se não fosse o
Koni e o Capitão Gancho
Não seria eu

Clarice Falcao - De todos os loucos do mundo



 
De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque eu tava cansada de ser louca assim sozinha
De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque a sua loucura parece um pouco com a minha

Você esconde a mão, diz que é Napoleão
Boa parte de mim, acredita que sim
Se eu converso com ar, no meio do jantar
Você espera a vez dele de falar
Você fala chinês, pela primeira vez
Eu dou opinião, num perfeito alemão
Se eu emito um som que você acha bom
A gente faz um dueto fora do tom

De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque eu tava cansada de ser louca assim sozinha
De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque a sua loucura parece um pouco com a minha

Você fala chinês, pela primeira vez
Eu dou opinião, num perfeito alemão
Se eu emito um som que você acha bom
A gente faz um dueto fora do tom

De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque eu tava cansada de ser louca assim sozinha
De todos os loucos do mundo eu quis você
Porque a sua loucura parece um pouco com a minha

segunda-feira, 8 de julho de 2013


Dom Casmurro