Ajude o blog á crescer,no momento temos esse número de visitantes:

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Abismo




Tentei agir por mim mesma,
Sem conselhos, sem interferências.
Só eu. A minha vontade,
Meu pensamento.

Tiveram muitos contra isso.
Quem estava do meu lado,
Estava contra mim.
Eu estava errando e não via.

Tentaram em fazer enxergar,
Quão profundo era o abismo.
Eu enfeitiçada e duvidando,
Cai.

Tive então que ressuscitar,
Comecei de novo, sozinha.
Desta vez não ouvi conselhos, só lembranças deles.
Eu ouvia: “Eu avisei, eu avisei.”

Abismo, de Letícia Pontes


2 comentários:

Leticia Karen disse...

Adorei O.O profundo, me tocou

Letícia disse...

RSRS, esse poema sim teve a ver comigo. Beem recente sabeee! :/