Ajude o blog á crescer,no momento temos esse número de visitantes:

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Você não vai ler,mas eu vou escrever.



Muito tempo eu esperei para escrever isso.Muito tempo para que eu  me permitisse contar ao mundo.

Fui iludida.
Como toda garota já foi,ou será.

Acabei de sair de um relacionamento,e estou em uma escoal nova onde sou "popular",mas sou taxada de psicopata,maluca e coisas do tipo.Estou carente e querendo um garoto romantico,que só existe em meus sonhos.Daqueles que mandam mensagens de madrugada,que te diz frase cliche que manda flores,que é fofo,que pede oficialmente em namoro.Estou melosa.

Um garoto.Discreto,inteligente,bonito,e solteiro.Acabou de sair de um relacionamento,mais recente ainda do que o meu.Ele me chama no Face e conversamos besteiras sobre a escola.Ele pede meu número,é um sinal. Não nos falamos an escola,ele é tímido,do grupo dos nerd's,eus ou bagunceira,grupo do fundão. Algumas semanas,e viramos melhores amigos,sabendo tudo da vida um do outro,mandando mensagens de madrugada e logo ao amanhecer.O problema? Meu coração pula quando eu escuto o barulinho da mensagem chegando, "Será ele?".Claor que é, sempre é. Meu coraçao pula quando eu o vejo,e minhas mãos suam só de pensar em falar com ele.Apenas mensagens.Nada de falar pessoalmente.Vai entender.

Um mês.Eu estou perdidamente apaixonada, sinto ciúmes quando ele fala da recente ex-namorada.Ele é aquele garoto dos meus sonhos.E eu quase não consigo acreditar que aquilo podia ser tao real.Podia?Bem,eu acreditei.As indiretas começaram,o meiguismo aumentou,e acabou que "alguém" contou pra ele dos meus sentimentos.Por incrivel que pareça,ele correspondeu.
Sexta-feira: Nós ficamos;Sábado: Um pedido de namoro oficial;Domingo: Ele terminou comigo;Segunda: Voltou com a ex. Não era esse o conto de fadas que eu queria.

Agora eu estou aqui escrevendo,mesmo sabendo que você não vai ler,para dizer pra você que eu chorei,eu sofri eu quis morrer,quis me vingar,quis te matar,quis trocentas mil crueldades.Eu não namorei mais ninguém,não confiei em mais  ninguém,eu fiquei fria,eu nunca quis voltar a ser sua amiga,eu ainda sinto raiva de você,eu hoje aidna estou solteira,e eu nãoe stou dizendo tudo isso para te fazer querer voltar atrás,ou para te fazer se sentir culpado ( talvez um pouco),mas sim para caso você um dia tope comigo por aí e me veja tão diferente,tão fria e insensível,não pense que comvocê foi tudo uma encenação de garota romantica.Não.É só que eu mudei,você me ensinoua  crescer e mudar.Não só você,mas você foi o início da minha mudança.Te evo uma.

-Letícia Pontes

2 comentários:

Leticia Karen disse...

A vontade que dá, é de fazer o cara sofrer da mesma forma que ele fez com agente. MAS, deixar pra lá é melhor

Letícia Pontes disse...

Mas até hoje guardo um sent7mento por ele...sentimento de raiva. Ódio.