Ajude o blog á crescer,no momento temos esse número de visitantes:

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O coração de Melaine - Parte 2


Melaine nunca foi uma má pessoa.Porém,nunca amou á ninguém,nunca amou á nada.Melaine apenas vivia,com afeição á algumas coisas,e adimiração á outras.Seus sentimentos nunca eram compactos.Eram coisas comfusas em sua mente,coisas estrahas que ela mesma não podia entender. Ela era assim.E só.

Ao abrir os olhos,se deparou com uma sala medieval,coberta por antiguidades,e por peles de animais.Cabeças entalhadas e livros empilhados. Um cheiro forte de sangue invadiu suas narinas e ela viu então o que tanto lhe encomodava o sono: O homem.

Um homem de costas para ela,e de roupas negras rasgadas estava parado imóvel.No silencio do ambiente ela apenas ouvia sua própria respiração. Melaine não sentiu medo.Ela sentiu curiosidade.Levantou-se e pisou no chão frio.Ela caminhou em direção ao homem que se afastou,como se sentisse medo da garota.Percebendo tal reação,decidiu caminhar até as cortinas,que imaginou ter janelas por de trás.Estava certa,e da janela empoeirada,pode ver a sua casa.pode ver que estava na tão sombria casa que á apavorava á anos.

Nunca havia sentido um medo real dela,mas tinha um presentimento ruim sobre a moradia sinisra.Por mais estraha que Melaine fosse,a casa era mais ainda. Apesar de tudo,ela se sentia segura alí,sentia um calor,um conforto.Era como se alí fosse seu real lar.Ela gostava do que via.Só não entendia por que. Também não procurou saber.

Olhando para o homem ela pode ver que ele tinha cicatrizes nos braços e pernas.Ela teve pena.Ela quis cuidar.Quem mais estranha do que a pobre e inocente Melaine? Caminhou devagar para não assustar o estranho,e encostou sua mão quente no braço frio do homem.Ele não reagiu. Melaine desceu seus dedo pelas cicatrizes.

- Voce tem um nome? - Melaine quis saber

#Continua

2 comentários:

Leticia Karen disse...

Noossa amiga, vc esta ficando fera nisso!

Letícia Pontes disse...

KKKKKKKK. Vou fazer um livro só com essas pequenas histórias sinistras! KKKK Obrigada amiga!