Ajude o blog á crescer,no momento temos esse número de visitantes:

sexta-feira, 9 de novembro de 2012


Eu dancei do meu jeito. Fiz minhas poses esquisitas para as fotos. Comi exageradamente. Não segurei a taça como me mandaram. Fiz careta para as câmeras. Dancei com minha melhor amiga. Gritei com a menina que me olhava torto. Cantei feito uma louca. E dai? Era um baile formal. Formatura toda arrumadinha e enfeitada. Eu não estava afim. Era chato. Minha mãe abaixava a cabeça e morria de vergonha de mim. Que? Mudar? Não, não, vou ser do meu jeito mesmo. E que se exploda meu jeito esquisito. Minha amiga não ligou, só riu. Não sinta vergonha mãe. Sinta orgulho, por eu ser diferente. É um desperdício ser igual a todo mundo, acreditar nas mesmas cosias, e querer as mesmas coisas. Sinta orgulho da sua filha diferente. Não faço nada de errado, e nunca fui presa. Eu sou uma garota boa, sou comportada, mas se sou assim, não tenha vergonha de mim!

Formatura, de Letícia Pontes

2 comentários:

Leticia Karen disse...

Adorei ! Tem que ser assim mesmo. Nao ta matando, roubando, nada, ta so se divertindo

Letícia disse...

Verdade! :DD